"Cerca de 3,5 bilhões poderão viver em zonas de calor extremo até 2070, diz estudo" - DW, 05/05/2020.

"Daqui a 50 anos, até 3,5 bilhões de pessoas poderão estar vivendo em zonas de calor extremo ao redor do mundo se as emissões globais de gases de efeito estufa não forem reduzidas, diz um estudo da universidade holandesa de Wageningen divulgado nesta segunda-feira (04/05). 

Até 2070, estima-se que a população mundial seja de 10 bilhões de pessoas. Nesse período, na pior das hipóteses, um terço da população mundial deverá viver em áreas onde se prevê que a temperatura média anual subirá para acima de 29ºC, apontam os especialistas no estudo publicado pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. Quantas pessoas exatamente acabarão vivendo sob risco dependerá da redução das emissões de gases poluentes na atmosfera e da velocidade de crescimento da população. [...]"

 

Notícia completa em: https://www.dw.com/pt-br/cerca-de-35-bilh%C3%B5es-poder%C3%A3o-viver-em-zonas-de-calor-extremo-at%C3%A9-2070-diz-estudo/a-53339152